top of page

MPF busca soluções para liberação de quase 400 imigrantes retidos no aeroporto de Guarulhos (SP) O Ministério Público Federal (MPF) articula soluções para uma nova crise humanitária instalada no aerop

MPF busca soluções para liberação de quase 400 imigrantes retidos no aeroporto de Guarulhos (SP) O Ministério Público Federal (MPF) articula soluções para uma nova crise humanitária instalada no aeroporto internacional de Guarulhos (SP).

O Ministério Público Federal planeja liberar centenas de estrangeiros do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) que buscam refúgio no Brasil.

O MPF constatou quase 400 imigrantes, entre indianos e cidadãos africanos, à espera de providências na área de imigração do terminal, nesta terça-feira (11).

O órgão afirma não haver confirmação sobre o motivo da vinda desses grupos.

Eles estariam com dificuldades para a liberação da entrada como falhas no Sisconare, a plataforma digital para registro de pedidos de refúgio no Brasil.

“A prioridade é definir as medidas necessárias para que se concluam os pedidos de refúgio o mais rápido possível.

Os imigrantes estão sob condições precárias no aeroporto e precisam que as autoridades imigratórias adotem soluções com urgência”, afirmou Guilherme Göpfert, procurador da República.

O procurador participa de uma reunião emergencial, convocada pelo Ministério, com representantes do Comitê Nacional para os Refugiados, da Polícia Federal, da Agência da ONU para Refugiados, da GRU Airport, controlatdora do aeroporto, e da Anvisa. O encontro acontece nesta quinta-feira (13).

11999232580 WhatsApp Redação

留言


bottom of page