top of page

Esportes Ginástica Rítmica fatura 1º ouro de 2024 em etapa da Copa do Mundo A equipe nacional, apelidada de Leoas, venceu a série mista ao som de ritmos brasileiros. A prata - a segunda na competição

Ginástica Rítmica fatura 1º ouro de 2024 em etapa da Copa do Mundo

A equipe nacional, apelidada de Leoas, venceu a série mista ao som de ritmos brasileiros. A prata - a segunda na competição em Portugal -foi obtida na série simples.

O conjunto brasileiro de ginástica rítmica arrematou o primeiro ouro da temporada e mais uma prata - a primeira fora obtida no sábado (11) - na etapa da Copa do Mundo, em Portimão (Portugal). Neste domingo (12), o time nacional (Deborah Medrado, Maria Eduarda Arakaki, Marianna Pinto, Nicole Pírcio, Sofia Madeira e Victória Borges) venceu a série mista ao  somar  32,550 pontos. A prata ficou com o México (30.100) e o bronze com a Espanha (29.900).

As Leoas (apelido da equipe brasileira), com vaga assegurada nos Jogos de Paris, fizeram uma apresentação arrebatadora, ao som de ritmos brasileiros, usando fitas e bolas na coreografia. 


Confederação Brasileira de Ginástica

@cbginastica

CHAVE DE OURO, BRASIIIIL! Nosso time de leoas  acaba de levar a medalha de ouro  na final da prova mista da Copa do Mundo de Portimão ! Ao som de ritmos pra lá de brasileiros as nossas meninas encerram a competição com uma campanha EXCELENTE: Três medalhas! UAU! A nota dessa apresentação? 32.550!! Parabéns time! Paris é logo ali!  

“Fico orgulhosa de ver nosso trabalhado sendo coroado a cada competição. Estamos conseguindo evoluir a cada entrada na quadra e é isso que buscamos nesta reta final até Paris”, comemorou a treinadora Camila Ferezin.

Também neste domingo (12), as brasileiras conquistaram a prata na série simples, ao totalizarem 34.500, ficando à frente da França (34.050), com preparação intensa para disputar a Olimpíada em casa. A Espanha (35.750) venceu a disputa e levou o ouro. 

“Mostramos o nosso crescimento na quadra. Consequentemente, as notas mostraram que podem contar com o Brasil nesta briga pelo pódio olímpico”, projetou a técnica das Leoas. 

Nas finais individuais, Bárbara Domingos, a Babi, brigou por medalha tanto na bola e maça, e por muito pouco não subiu ao pódio. Na bola somou 31.950 ficando a apenas 0.300 da terceira colocação, que ficou com a eslovena Ekaterina Vedeneeva (32,250).  A capixaba Geovanna Santos também competiu na final da bola, mas terminou em sétimo lugar (29.100). O ouro na bola ficou com a bielorussa Alina Harnasko (33.550) e a prata com a cazaque Erika Zhailauova (32.400).  

Publicado em 12/05/2024 - 18:08

Por Agência Brasil

Rio de Janeiro

EBC

Empresa Brasileira de Comunicação


REDAÇÃO

Jornal WhatsApp

Fale Conosco

BRASIL JORNAL




Website do Brasil



REDAÇÃO





Comments


bottom of page